3 de setembro de 2007

Tipos de trauma


O trauma pode ser classificado de acordo com seu mecanismo, este pode ser contuso ou penetrante, mas a transferência de energia e a lesão produzida são semelhantes em ambos os tipos de trauma. A única diferença é a perfuração da pele.

Trauma contuso

O trauma contuso ocorre quando há transferência de energia em uma superfície corporal extensa, não penetrando a pele. Existem dois tipos de forças envolvidas no trauma contuso: cisalhamento e compressão.
O cisalhamento acontece quando há uma mudança brusca de velocidade, deslocando uma estrutura ou parte dela, provocando sua laceração (veja um exemplo aqui). É mais encontrado na desaceleração brusca do que na aceleração brusca.
A compressão é quando o impacto comprime uma estrutura ou parte dela sobre outra região provocando a lesão (veja um exemplo aqui). É freqüentemente associada a mecanismos que formam cavidade temporária.

Trauma penetrante

O trauma penetrante tem como característica a transferência de energia em uma área concentrada, com isso há pouca dispersão de energia provocando laceração da pele.
Podemos encontrar objetos fixados no trauma penetrante (veja um exemplo aqui), as lesões não incluem apenas os tecidos na trajetória do objeto, deve-se suspeitar de movimentos circulares do objeto penetrante. As lesões provocadas por transferência de alta energia, por exemplo, arma de fogo, não se resumem apenas na trajetória do PAF (projétil de arma de fogo), mas também nas estruturas adjacentes que sofreram um deslocamento temporário.


(Por Paulo Pepulim)

4 comentários:

guytinha disse...

adoraria receber mais informações sobre o assunto e gostaria de saber como faço para aderir ao blog,pois pretendo me forma em medicina e gosto muito de tudo que possa me enforma sobre esse mundo.

adorei o blog.
giselle

kennedy rafael disse...

Estou em recuperação de um trauma. Sofri um acidente de carro por ter bebido. Fraturei o esterno e seu blog me ajudou a esclarecer dúvidas. Muito obrigado.

Rodrigo Arte disse...

Boa tarde:

Bastante opotuno este blog!
Deveria haver mais sobre tal assunto_pois é uma coisa profunda mesmo... Onde muitas vezes não se esquece.
Tenho alguns (quem não os tiver que segure a PRIMEIRA PEDRA!)...
E o meu maior seria de PROBLEMAS ESCOLARES; onde envolvem coisas tipo BULLYING/MUDANÇA DE ESCOLA/NOTAS BAIXAS/VINGANÇAS (onde me dei mal efetuando muitas destas) - o que me consola é ter CONSCIÊNCIA disso. Fora outros problemas que digo terem sido "amenizados/diminuidos" com o tempo: vizinhos não agradáveis, desavenças familiares... Penso que o que ajuda sseriam PASSAR BONS MOMENTOS_distrair a cabeça/ter um passatempo. Ajudam muito! Ou fazer algum tipo de terapia. Confesso que já me sinto melhor com tais 'relatos'.

Tudo de bom,
Rodrigo

Mendigo Marajá disse...

Bem... Rodrigo... hmn... É muito séria essa sua questão sobre traumas psicológicos envolvendo sua vida particular e tudo mais... Mas acontece que o blog não fala desse tipo de trauma euaheuhae Calma ai. O trauma aqui abordado são traumas físicos. O Blog fala sobre traumatologia... Osso quebrado, órgãos expostos, aquela parada toda de acidente e tudo que envolve isso.

Que tal procurar por blogs de psicologia... ou uma psicóloga de verdade. Vai ajudar bem mais... (apesar de que o seu comentário já fez aniversário aqui e você já deve ter resolvido isso) LOL